quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Amigo


Amigo que é amigo é assim... 
Aparece quando dá, mas as vezes se enrola...
Quando está longe, só uma palavra já te consola... 
Amigo que é amigo é assim...
Se tem como ajudar... beleza, e se não tem... também, 
vai continuar sendo amigo, e tudo vai ficar bem...
Amigo que é amigo é assim... 
Pode até te dar conselhos errados, 
mas vai te fazer enxergar com os olhos fechados.

Luna Cruz 24/10/12
foto: Marie e Marina (acervo pessoal)

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

A espera...

quadro "mulheres gravidas" de Steve Gribben

Quando se espera alguém tudo se modifica, essa espera te faz ficar cansada, inchada, emotiva, enjoada e sobretudo seu corpo se prepara.

Os quadris se alargam, crescem os seios, a barriga... e o amor por alguém que você nem conhece, mas já tem o poder audacioso e a liberdade de chamar de "seu".

Você o alimenta, cede aí dentro do corpo um espaço para esse "seu" ser crescer, ele se move, te chuta, te chama a atenção, aí você percebe que este já não é mais só um "grão".

E quando começar a pensar no futuro, a dor do parto já não será mais a pior... e sim, a busca por uma vida feliz para "seu" ser, que é a maior dúvida de quem teve a maior dádiva de ter alguém por quem esperar...

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

O sapo

E um dia colocaram meu nome na boca do sapo,
mas o sapo virou príncipe,
e para infelicidade de quem foi lá,
e colocou meu nome na boca do sapo,
agora ele será rei, e por isso... rainha eu serei.
Era a vida uma pedra,
agora a pedra virou vida,
tanto bate até que esculpe...
uma linda escultura de vida.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Os 6 sentidos

Quadro "The kiss detail" de Gustav Klimt

Amor... você é o único que me desperta todos os sentidos...

É o seu olhar no meu olhar que brilha de alegria quando estamos juntos e tudo é muito mais colorido quando estou com você;

São os meus braços que nos seus abraços me trazem segurança e eu posso me sentir, mulher ou criança, ou quando segura a minha mão e posso sentir seus dedos entre os meus parecendo nunca mais soltar;

É seu cheiro que me acalenta e me leva aos maiores suspiros e que me persegue onde quer que eu vá, porque este também já está em mim e o meu em você;

É o seu gosto quando beija minha boca que quando beija a tua vira uma, que é o mais puro mel;

É sua voz risonha no meu ouvindo me chamando de amor, e todas as canções que eu ouço e me lembram nós dois...

E o meu sexto sentido que é o que eu mais sinto... por você... de você... o mais precioso, o Amor...

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

O casal

Guache sobre cartão do pintor naturalizado brasileiro Lasar Segall - “Casal” (1919)

ahh Meu bem...
toma quem te têm,
joga fora o que te impede,
vim de tão longe pro teu leito
e o meu leito quem que têm?

Com tanto zelo me vigio
mas meus olhos aqui dentro
ficam no escuro, no vazio
vamo-nos daqui meu bem?

ahh Meu bem...
o que fazer?
se combinamos ser assim...
a cada ano cuido de mim,
e todo dia cuido de você.

terça-feira, 30 de junho de 2009

Rio de Janeiro

Parada na rua,
escultura na praia, sonho bom...
Vidas alheias,
aos diversos barulhos, só no tom...
Carros passando,
vida vazia, sonho bom?
E o peito aberto,
coração discreto, ouço o som...
de quem vem, de quem vai
Esperando os amigos, no peito um abrigo,
mais um sonho bom...
Pagode na esquina, gringo pra rima,
e sol também no tom...
Copacabana - RJ 18.03.07

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Quando chove na minha janela...


Enquanto chove la fora... o vento insiste em balançar minha cortina, sinto o cheiro da terra molhada, vejo as gotas batendo de encontro ao vidro.
A intensidade aumenta e me obriga a fechar as janelas.
As plantas trancadas do lado de fora se deliciam... água de nuvem escorre pela janela, molhando todas elas... que agradecem com um sorriso verde.
O sol sempre é mais sol depois da chuva,
Mas o rosa só é mais rosa quando chove na minha janela...

terça-feira, 26 de maio de 2009

Impaciência...

Tenha santa paciência!!!

...e porque ela é santa?

Quase sempre ela some, nunca aparece quando preciso!

Talvez por isso deva ser chamada de santa?!

a paciência das santas talvez não ande lá essas coisas...

... Não acredito em santas, e talvez eu devesse desacreditar na paciência!

domingo, 29 de março de 2009

Regalos

é aqui... que eu guardo meus regalos,
algumas coisas belas que acho pelo caminho,
algumas delas nem tão belas... mas todas importantes para mim.

um quadro pede uma música, e com isso vem um poema...
uma música e um poema, me fazem imaginar um belo quadro,
um quadro e um poema, devem ser apreciados com uma bela música,

e assim a arte se completa... e cada pedaço desse encontro me ajuda a caminhar.

segunda-feira, 23 de março de 2009

Eu, o dinossauro, a casinha e a flor...


Em uma folha qualquer... uma criança veio e ali desenhou-me um palito, derrepente surgiu uma boca enorme vermelha e sorrindente, depois vieram os olhos marrons, duas bolinhas rabiscadas com força que junto com a boca preenchiam muito bem a bola que fora desenhada em cima do palito... Depois com riscos singelos ele veio e desenhou mais quatro palitos menores, dois em cima, dois em baixo, sem precisão alguma quanto ao ângulo que alí formariam. E então com um largo sorriso quase no fim do dia disse-me o artista que sua obra era, nada mais nada menos, que uma cópia fiel de meus traços, que ali eu me encontrava, e que aquilo alí era eu... Não satisfeito ao me ver solitária dentro daquela folha branca o artista me deu um dinossauro como companhia, e que este, iria proteger-me dos perigos da vida. Mais abaixo da folha também ganhei uma casinha azul e uma linda e meiga flor, e eis que me veio a explicação... Na casinha eu me abrigaria nos dias de chuva e a flor... bem, a flor, era para eu me lembrar, que mesmo tendo dias de chuva, um dinossauro como companhia, e sendo um palito! eu nunca devo esquecer das coisas lindas da vida.